Blog da Morango

Estou fora da caixinha

Morango

Estou fora da caixinha. Doida. Burra. Acompanhei com afinco o “BBB12″ antes mesmo do programa começar, com o anúncio dos participantes; passei várias madrugadas acordada, atenta aos mínimos detalhes do que acontecia dentro da casa; entretanto agora, a oito dias da final, descubro que quanto mais aprendo sobre o reality, menos compreendo as decisões do público.

 

João Carvalho, o 11° eliminado

No discurso de eliminação de ontem, Bial falou sobre retidão e constância, características fortes de Fael, versus a sinuosidade no jeito de ser de João Carvalho. Já vi em diversas edições do “BBB'' participantes mudarem de comportamento; ora de vilões para mocinhos, ora o contrário… E na vida somos assim às vezes. Quem nunca acordou de mau-humor? Quem nunca disse algo e foi mal intrpretado? E quem é que nunca errou? Para haver uma mudança, basta haver uma vontade.

João, sempre muito comunicativo, falou demais na casa. Chegou a levar informações de um grupo ao outro e ficou sem credibilidade com ambos. Num gesto de hombridade, reconheceu o erro, pediu desculpas e começou a agir com mais comprometimento com a equipe que escolhera. Assim o mineiro conquistou meu respeito e meu carinho. Depois disso, nos quatro paredões que enfrentou com integrantes da Selva, o mineiro saiu vitorioso, e acreditei que, assim como a minha, ele havia conquistado a admiração dos demais telespectadores e seria um dos favoritos ao grande prêmio. Engano o meu. João Carvalho saiu com 86% dos votos.

Os remanescenteszzzzZZZZZzzzzzzzz

Restam quatro brothers na casa: Kelly, cujo maior feito em toda esta edição foi conversar em espanhol fluente com a intercambista Noemí (que aliás voltou hoje para a Espanha onde participa do Gran Hermano); Fabiana; Jonas e Fael. Emocionante! Só que não. (Mas esta é apenas a opinião de quem tem um parafuso solto, né?! Afinal deve haver divertimento ou graça na pasmaceira, eu só não descobri ainda.)