Blog da Morango

“BBB13″: Todo mundo pensando “naquilo”

Morango

Depois de 44 dias de confinamento, é difícil não pensar em sexo. Digo por experiência própria e pelo que tenho observado na casa, que aliás nunca chegou nem perto de ser um convento ou um monastério. Na tarde desta quarta-feira (20), menos de 24 horas depois da eliminação de Ivan, os brothers só pensavam “naquilo''. Os reflexos da ebulição de hormônios sexuais dos participantes acabaram estampando todas as principais manchetes do site oficial do programa.

 ''BBB13″ tem participantes ouriçados

Como já antecipei há semanas aqui no blog, este é o BBB dos casais. Antes os veteranos eram também o foco do reality, mas nessa altura da competição é possível afirmar que re-BBB´s e novatos já disputam em pé de igualdade. O paredão da terça (19), que bateu um recorde em número de votos, 75 milhões, é uma prova disso.

Ivan foi eliminado com 48% dos votos; Eliéser se salvou por pouco, 44%, e apenas 8% dos telespectadores quiseram tirar Kamilla da casa

Não dá pra negar que são os casais que apimentam a competição. Os momentos sob o edredom, as DR´s (discussões sobre o relacionamento), e até mesmo as brigas por ciúme é que encorpam o que seria apenas uma insossa colônia de férias televisionada, e tornam o caldo do reality saboroso. Todos querem saber mais da história embolada da participante que entrou na casa noiva e se envolveu com outro confinado formando com ele o blasé casal Naressa; do par “híbrido'' formado por um veterano e uma novata que causam as maiores trapalhadas do “BBB13″, Eliéser e Kamilla; da história que tinha tudo para ser e nunca foi entre Fernanda e André; e do casal sensualmente insinuado: Fani e Natália.

O casal Kamiéser capricha nos beijos, carinhos e declarações 

 

Fani e Natália sempre se empolgam nas festas e trocam selinhos e carinhos provocantes

Nessa sopa de histórias, tendem a se sobressair as mais críveis, as que conseguem transmitir emoções verdadeiras aos telespectadores. Tudo o que soa exagerado, forçado ou falso demais causa um efeito contrário na audiência, que se sente manipulada e impulsionada a pôr pra fora os apaixonados de araque. É só uma questão de tempo.