Blog da Morango

Arquivo : reality

A final antecipada do BBB14
Comentários Comente

Morango

No BBB, muitos que entram falam que não estão no reality para fazer amigos; mas constroem bonecos, conversam com as paredes e até pedem “abraços falsos”, como Letícia fez pouco antes de ser eliminada, “mitando” no programa.

Clara e Vanessa construíram uma boneca que disseram ser a namorada de Slim; Marcelo desabafou com os “surfistas” desenhados na parede, e Letícia pediu abraços falsos para Angela (Fotos: Reprodução/TvGlobo)

Clara e Vanessa construíram uma boneca que disseram ser a namorada de Slim; Marcelo desabafou com os “surfistas” desenhados na parede, e Letícia pediu abraços falsos para Angela (Fotos: Reprodução/TvGlobo)

Brincadeira? Carência? Vontade de aparecer? Quais desses motivos explicam as atitudes desses confinados? Todos. É para aparecer que se inscreveram ou que, chamados por olheiros, aceitaram o desafio para participar deste programa que, tanto para o bem quanto para o mal, mais impacta na vida de seus participantes.

Alguns ex-BBB´s são lembrados pelas “pérolas” que soltam durante a permanência na casa. Nesta edição, a rainha delas é Tatiele Polyana, que dentre outras coisas perguntou “O que significa Paul McCartney?”. O desconhecimento sobre os Beatles e a pronúncia incorreta de diversas palavras da língua portuguesa não impediram a sister de chegar longe na competição, conquistar a admiração de Pedro Bial e o carinho do público – a miss Cianorte era uma das favoritas ao prêmio, mas foi eliminada no paredão que dividiu com Marcelo.

Tatiele Polyana, a rainha das “pérolas” do BBB14 (Foto: Reprodução/TvGlobo)

Tatiele Polyana, a rainha das “pérolas” do BBB14 (Foto: Reprodução/TvGlobo)

A eloquência é uma das virtudes que Angela demonstrou ter no reality, apesar de seus discursos não serem coerentes com suas atitudes. A competência para argumentar fez com que a advogada conseguisse emparedar e eliminar cada um de seus desafetos – que antes eram seus amigos –, o que acabou lhe rendendo um lugar na final do programa. Vale lembrar que seu jeito articulado foi imprescindível no jogo, mas a proteção de Marcelo também livrou a sister da berlinda algumas vezes.

Enquanto Tatiele será lembrada por ser divertida, Angela ficará marcada como a maior articuladora desta edição (Foto: Reprodução/TvGlobo)

Enquanto Tatiele será lembrada por ser divertida, Angela ficará marcada como a maior articuladora desta edição (Foto: Reprodução/TvGlobo)

Manter a neutralidade na casa como fez Valter Slim, ou brigar para se impor, como faz Marcelo?

Marcelo já discutiu com Júnior, Aline, Angela e Cássio (Foto: Reprodução/TvGlobo)

Marcelo já discutiu com Júnior, Aline, Angela e Cássio (Foto: Reprodução/TvGlobo)

Desencanar de ter um par e jogar sozinho como Cássio, ou apostar na sensualidade de uma amizade colorida como a dupla Clanessa?

Na última festa do BBB14, que aconteceu nesse sábado (29), Clara e Vanessa sensualizaram e trocaram declarações românticas (Foto: Reprodução/TvGlobo)

Na última festa do BBB14, que aconteceu nesse sábado (29), Clara e Vanessa sensualizaram e trocaram declarações românticas (Foto: Reprodução/TvGlobo)

Vinte participantes fizeram suas apostas e estão colhendo seus resultados. Após conquistar sua primeira liderança no programa, Angela emparedou Vanessa, que escolheu disputar a berlinda com Marcelo. Assim a advogada e Clara garantiram seus lugares na final. Na noite deste domingo (30), Marcelo ou Vanessa deixarão o programa. Para os internautas do UOL, Vanessa deve ser a eliminada.

Até a tarde deste domingo, quase 400 mil votos já tinham sido computados na enquete do UOL, que não possui caráter científico ou qualquer influência sobre o resultado

Até a tarde deste domingo, quase 400 mil votos já tinham sido computados na enquete do UOL, que não possui caráter científico ou qualquer influência sobre o resultado

Este é o sétimo paredão de Marcelo, e em todas as berlindas que o curitibano enfrentou anteriormente, o resultado da enquete do UOL, que confirmava sua permanência na casa, coincidia com o resultado oficial da Globo. Já Vanessa, que disputa seu quinto paredão, teve a rejeição do público votante nas enquetes do UOL em todos os seus duelos anteriores, mas o resultado do programa sempre foi oposto.

O que pode explicar a diferença entre os resultados das enquetes e alguns resultados oficiais do reality é a atuação do fã-clube da dupla Clanessa, com mais de 50 mil adeptos no Facebook; esse grupo de fãs afirma ignorar as enquetes e focar maciçamente na votação oficial. Entretanto Marcelo tem no Facebook mais de 100 mil admiradores, e o resultado desta noite será uma antecipação da grande final do programa. 


Aprendendo com os erros
Comentários Comente

Morango

Na noite dessa terça (26), Eliéser foi o sétimo eliminado do “BBB13”, com 46% dos votos do público. Nasser recebeu 41%, e Marcello, 13%.

Ao ser eliminado, Eliéser disse a Bial que vai esperar Kamilla, mas que está torcendo mesmo é por André

Na décima edição do reality também cometi erros, como Eli. Também dividi a casa com Anamara – que hoje é uma das favoritas a campeã. E eu poderia continuar escrevendo aqui uma extensa lista de semelhanças com Eliéser, que é uma pessoa de quem gosto bastante. Apesar disso, no texto anterior, em que expliquei os principais motivos pelos quais o paranaense seria eliminado, recebi dezenas de críticas pessoais, especialmente em meu Twitter. Aos esbravejadores, quero dizer que independentemente da admiração por um participante, não posso ignorar atitudes que são determinantes para a permanência ou eliminação no jogo, e isso, aliás, é parte fundamental do meu trabalho como blogueira aqui no Uol. Em segundo lugar, lidar com críticas positivas e construtivas ou gratuitas e ferinas é parte das consequências da escolha que fiz há anos, quando me inscrevi no programa.

Em todas as declarações que acompanhei nesses treze anos de Big Brother Brasil, sempre assisti ex-competidores dizendo ter saído mais maduros, contando que a experiência fez com que crescessem, se conhecessem mais, aprendessem sobre seus limites e se superassem física ou psicologicamente. E não é apenas clichê, acontece mesmo. O que aprendi em um mês e meio na casa, não havia aprendido há anos, e a bagagem com que saí de lá me acompanha até hoje, e me sinto grata por poder dividir com cada leitor. O que há em comum entre a competição por R$ 1,5 milhão e a nossa vida cotidiana? Na minha opinião, tudo. Diariamente somos avaliados em nosso trabalho, temos nossa fidelidade testada em relacionamentos interpessoais e podemos escolher entre caminhos éticos ou não para alcançarmos nossos objetivos. A única diferença é que no programa há uma meta clara, o prêmio, e um prazo determinado e razoavelmente curto, três meses. Na vida, além de nossas principais metas demandarem mais tempo para serem atingidas, temos muito mais opções; há quem dedique mais esforços para estar mais perto da família, que para ganhar muito dinheiro, por exemplo… Complexidades à parte, listei as minhas principais ponderações pós BBB.

Escolher amigos ou aliados? Depende de como você encara a vida. Tudo é uma competição? Tudo pode ser divertido? Apesar de ser divertida, a vida é uma eterna competição?

A primeira impressão é a que fica. Num encontro informal ou numa entrevista de emprego, dificilmente há uma segunda chance para passar uma boa impressão. O conceito de bom e mau pode até mudar de pessoa para pessoa, mas um estigma dura por muito tempo.

Charge exibida no “BBB13” nessa terça (26): Eliéser estigmatizado como o banana briguento, exatamente como em sua primeira passagem pelo programa

Em quem confiar? Um trecho de uma música do Legião Urbana diz: “Se você quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo”; mas às vezes é muito difícil não compartilhar algo muito bom, ou uma coisa triste ou comprometedora sobre nós mesmos com alguém, entretanto nunca há garantias de que essa informação não vai “vazar”, ou mesmo ser usada contra nós algum tempo depois…

– Selecionando palavras. Sabe quando você diz uma coisa e seu interlocutor entende outra completamente diferente e isso causa um quiprocó infernal? Pois é. Quando temos a consciência de estarmos sendo gravados 24 horas por dia, temos um pouco mais de cuidado ao usar as palavras. Mas na vida estamos sendo “gravados” o tempo todo, senão por câmeras, por ouvidos atentos, só que raramente paramos para refletir sobre isso.

– Anjo ou demônio? Aquele negócio de ser “uma metamorfose ambulante” pode ser incrível numa música do Raul, mas oscilações bruscas de humor têm nome: TPM, bipolaridade, e por aí vai… É claro que temos o direito de mudar de opinião e de comportamento, porém quando isso acontece de forma abrupta, do dia para a noite, confunde as pessoas que estão ao redor. Num reality show ou no cotidiano, precisamos de tempo para nos adaptar às mudanças. No jogo vital de cativar e cultivar boas relações, constância é sinônimo de confiabilidade.

Naressa, o casal mais constante do “BBB13”


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>