Blog da Morango

Arquivo : torcida

Clanessa: romance ou estratégia?
Comentários Comente

Morango

Em três semanas de confinamento Clara e Vanessa já se beijaram, já se pegaram, foram para debaixo do edredom juntas e, sem dúvidas, protagonizaram, até o momento, as cenas mais quentes desta edição.

Dentre outras loucurinhas, a dupla já pagou peitinho intencionalmente na piscina do BBB. Os internautas se divertiram, mas a cena nunca foi exibida no programa da Globo

Dentre outras loucurinhas, a dupla já pagou peitinho intencionalmente na piscina do BBB. Os internautas se divertiram, mas a cena nunca foi exibida no programa da Globo

Quando o relacionamento das loiras se transformou numa amizade beeem colorida, Solange Torbitone, mãe de Vanessa, veio a público dizer que a filha não era lésbica e nunca tinha ficado com mulheres. Os amigos da modelo fitness dão outra versão, contam que ela já ficava com pessoas do mesmo sexo, mas nunca se rotulou lésbica ou bissexual. Ao perceber que a relação de Vanessa e Clara está durando, Solange declarou que a filha é adulta e sabe o que está fazendo.

Vanessa e Clara não se desgrudam nas festas do BBB14

Vanessa e Clara não se desgrudam nas festas do BBB14

O marido de Clara, Fabian Aguilar, revelou que a webstriper tem carta branca para se envolver com mulheres e aprova a relação dela com Vanessa. O francês usou as redes sociais para postar uma foto das duas de mãos dadas e legendou: “”Tããããão fofo! Espero que vocês duas, meninas, consigam se ajudar e serem fortes juntas.”

Foto postada pelo marido de Clara, Fabian Aguilar, em campanha pelas duas

Foto postada pelo marido de Clara, Fabian Aguilar, em campanha pelas duas

Consentimentos à parte, a polêmica e o interesse que as duas atraem para si não existem apenas porque são gatas se pegando, mas por todo o histórico de uma e de outra. Clara, apesar de casada e mãe de um bebê de um ano, sempre se mostrou muito livre e disponível, inclusive para os rapazes da casa. A paulistana já fez vários elogios a Junior, com quem mantém uma relação bem próxima.

Nesta quarta-feira (5), enquanto conversavam na sala com Letícia e Cássio, Clara e Junior ficaram abraçadinhos

Nesta quarta-feira (5), enquanto conversavam na sala com Letícia e Cássio, Clara e Junior ficaram abraçadinhos

Se por um lado a amizade carinhosa com praticamente todos os confinados faz parte da personalidade de Clara, por outro deixa no ar a pergunta: por que ela e Vanessa não se comportam como os demais casais da casa, como Franciele e Diego, Tatiele e Roni? Assistindo ao programa durante o dia ou em noites normais, sem festa, o que se vê entre as duas é apenas amizade. Nas festas regadas a álcool, músicas sugestivas e roupas provocativas, tudo muda entre as duas, que assumem o papel de casal mais caliente do BBB14.

O romance é sincero ou é uma estratégia de ambas para ganhar visibilidade e consequentemente força na competição? Mesmo sem a resposta, milhares de fãs se mobilizam nas redes sociais em prol das duas. Em seus microblogs, atualmente administrados por amigas, Clara e Vanessa têm mais de 54 mil fãs que emplacam, quase que diariamente, hashtags envolvendo as duas. No Facebook, a fanpage “Clanessa” já soma mais de dez mil curtidores que se organizam como uma tropa de soldados para vencer as batalhas paredonísticas do reality.

Nas redes sociais, os fãs da dupla organizam mutirões de votação em dias de paredão

Nas redes sociais, os fãs da dupla organizam mutirões de votação em dias de paredão

Ao conhecer os números, a eliminação de Amanda na terça-feira (4), com 65% dos votos – contrariando completamente os resultados das enquetes que apontavam a saída de Vanessa –, não fica tão espantosa. No Twitter, a ruiva de Divinópolis tem “apenas” três mil seguidores. Há quem adore e se excite com a pegação entre Clara e Vanessa.

Há quem, como Cássio, ache muito apelativo e estratégico demais. Eu particularmente acho que todo mundo tem o direito de fazer o que bem entende da vida, seja por jogo ou envolvimento sincero. Elas apostaram alto se expondo da maneira como se expõem, mas tudo indica que fizeram a aposta certa. 


BBB Futebol Clube
Comentários Comente

Morango

O Big Brother não é apenas um programa de entretenimento, como uma novela. Nem é jornalístico. E não é um esporte, apesar de arrebatar milhares de fanáticos torcedores. As pessoas nutrem pelo programa e por seus participantes um misto de amor e ódio, adoração e repulsa. Tem gente que é declaradamente viciada em BBB, tem gente que detesta– mas sabe muito do que acontece no programa –, até porque apenas um ermitão consegue se manter completamente alheio ao reality. A Globo bombardeia chamadas do Big Brother durante toda sua programação; nas principais emissoras concorrentes, os ex-BBB´s são convidados ilustres; e em toda a mídia (jornais, revistas, internet), notícias relacionadas ao reality sempre ganham destaque por estarem continuamente entre as mais lidas. Assim, a cada edição, devagarzinho o público vai sendo conquistado e motivado a participar mais ativamente do programa. As conversas sobre o reality e seus confinados começam a pipocar nos salões de beleza, no intervalo para o cafezinho, na fila do supermercado, dentro dos elevadores… A postura de cada um dos competidores passa a ser elogiada ou desaprovada, e assim vão surgindo e se mantendo as apaixonadas torcidas do “BBB Futebol Clube”.

Grande parte do público do Big Brother Brasil é altamente participativo e não só torce, como faz campanha para seus preferidos nas redes sociais, mobiliza mutirões de votação, cria fã-clubes e veste a camisa de seus ídolos

Mas afinal, o que motiva alguém a se inscrever e participar do BBB ou de qualquer outro reality show? A expectativa de novas oportunidades, dinheiro e reconhecimento, não necessariamente nessa ordem. E as coisas podem acontecer conforme o planejado ou não. A realidade é bem menos onírica do que parece: para a maioria esmagadora dos participantes, a vida volta a ser exatamente como era, e em pouquíssimo tempo. Entre o sonho de conquistar mentes e corações, ser capa de revista, adquirir bens materiais… e a concretização de todas essas coisas, há uma jornada tortuosa, como para todas as pessoas do mundo.

Não há vitória sem sacrifício. E mesmo a vitória e o sacrifício são relativos, demandam interpretações pessoais. Vitória é a conquista do prêmio milionário em uma edição do programa ou o sucesso na carreira e na vida? Sacrifício é passar 12, 14, 20 horas numa prova de resistência ou batalhar todos os dias por uma meta pessoal ou corporativa? O que vale mais? O que pesa mais? À frente ou bem longe das câmeras, o desafio é diário, contínuo, e não menos emocionante.

(Charge criada pelo meu irmão, Antônio Martins Júnior :))


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>