PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Você é ativa, passiva ou total flex?

Angélica Morango

31/10/2017 04h00

(Foto: Getty Images)

Na cama, o que as definições de papéis significam, afinal?

Em tese, "ativas" são as mulheres que tomam a iniciativa, que fazem sexo oral na parceira, que penetram etc. E "passivas" são as que recebem sexo oral, que curtem ser penetradas, enfim. No meio dessa "polarização", existem posições sexuais neutras, como a tesourinha, por exemplo. E "total flex" ou "reflexivas" ou "flexíveis" são as lésbicas que gostam de dar e receber prazer sendo ativas e passivas.

Você pode dizer que é uma coisa hoje e, amanhã, trocar de ideia. Tudo vai depender da lua nova em Escorpião, do seu humor, do seu tesão no dia e de quem estará na cama com você. Não acredite que "dessa água não beberei". Porque beberás, sim!

Pode acontecer de você namorar uma mulher hoje e ela ser mais passiva. Até que vocês terminam e dali a um tempo ela começa a se envolver com outra que, tecnicamente, era passiva também. Aí você se pergunta: "mas o que é que está acontecendo?"

O jogo pode virar, não é mesmo?

A explicação é simples: parece que o jogo virou, não é mesmo? Aí dá uma ponta de ódio porque queria ter feito coisas que agora ela provavelmente está fazendo com a atual. É a mesma bituca de rancor que surge quando, depois do término, você vê a sua ex muito mais bonita, deusa e iluminada do que na época em que namoravam. Mas tudo bem. Como diria o pensador contemporâneo Seu Madruga, "a vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena". Vida que segue, bebê!

Já passei por situações loucas, constrangedoras e difíceis no coração e na cama. O bom de envelhecer é poder olhar para trás e rir de todas elas. Quando o tempo passa é divertido revisitar momentos e pessoas e fazer um balanço sobre quem você era, com quem se envolvia e como reagia às circunstâncias. A tendência é que as coisas melhorem, sejam mais leves e mais prazerosas.

Questão de química 

É fácil se apaixonar por alguém que é incrível na cama, mas que não tenha maturidade para um relacionamento fora dali. Assim como acontece de nos encantarmos pela companhia de uma pessoa que seja inteligente e divertida, mas que não tenha toda aquela química entre os lençóis.

Nos relacionamentos e no sexo, não existem conceitos indissolúveis. Podemos mudar de ideia ou não mudar de ideia. Dá pra ser 100% ativa ou 100% passiva ou variar essa porcentagem de acordo com o tesão que sentimos por alguém, com o nosso humor, ou com a lua nova em Escorpião.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Ana Angélica Martins Marques, a Morango, é mineira de Uberlândia, jornalista, fotógrafa e DJ. É também autora do livro de contos Quebrando o Aquário. Passou pela décima edição do Big Brother Brasil e só foi eliminada porque transformou o temido quarto branco no maior cabaré que você respeita. É vegetariana e cuida de três filhos felinos: Lua, Dylan e Mike.

Sobre o blog

Um espaço para falar de amor, sexo, comportamento feminino e feminismo com leveza e humor. Tudo sob o olhar de uma mulher esperta, que gosta de mulheres tão espertas quanto ela!

Blog da Morango