menu
Topo
Blog da Morango

Blog da Morango

Categorias

Histórico

Enfim, falta um mês para o dia dos namorados

Universa

12/05/2018 14h17

(iStock)

Falta um mês para o Dia dos Namorados. Vinte anos atrás eu queria experimentar todas as bocas possíveis, ao mesmo tempo em que ansiava me sentir amada por uma única pessoa, usar anel de compromisso, escrever cartas apaixonadas e receber flores na escola – algo secretamente desejado por dez entre dez meninas na época.

Vivi algumas vezes o dilema de gostar de quem não dava a mínima pra mim. Chorava por duas ou três noites ouvindo Linger, do The Cranberries, repetidamente até o achar que ia furar o cd. Acordava com a cara e os cabelos de quem parecia ter sido atropelada por uma Scania que passou por cima e ainda deu ré. Perdia a vontade de comer, de sorrir e achava que não fazia sentido nenhum viver pra ficar sofrendo daquele jeito. A gente é besta demais na adolescência, credo!

Leia também

Uns dias, uns chocolates e uns rocks depois e os hormônios voltavam ao normal. O sol voltava a nascer, os pássaros a cantar, tudo como num filme da Disney em que a princesa, os animaizinhos e até os objetos inanimados ganham vida e encenam um musical.

Falta um mês para o Dia dos Namorados. E encontrar a pessoa que reúna todas – ou pelo menos boa parte – das virtudes que admiramos não é fácil. Conquistar, um desafio. Manter, outro ainda maior. É preciso equilíbrio. Resistência. Resiliência. E que os interesses sejam recíprocos. Não dá pra guardar ninguém num potinho ou numa redoma (como já me ocorreu em pensamentos românticos e claramente psicopáticos).

Namorar é dificílimo. Levei três décadas e, pelo andar da carruagem, demorarei muitas outras mais para aprender a lidar com essa aventura louca e maravilhosa. Não há teoria, conselho ou experiência que nos prepare para o imprevisível.

Há quem considere o amor a mais forte das conexões com Deus. Com a Deusa. O Universo. O Cosmos. Há quem julgue o amor a invenção mais fraudulenta da humanidade, forjada para distrair-nos de assuntos mundanos mais relevantes.

Falta um mês para o Dia dos Namorados.

Restaurantes lotados. Motéis ocupados. Cinemas apinhados de casais trocando beijos com gosto de pipoca e refrigerante. Falta um mês para o Dia dos Namorados. Tinder bombando. Festas para solteiros. Completar o álbum de figurinhas da Copa. Falta um mês para o Dia dos Namorados. Corações no espelho do banheiro. Olhares apaixonados. Mãos dadas no parque. Falta um mês para o Dia dos Namorados. Happy hour. Futebol. Academia. Falta um mês para o Dia dos Namorados.

Sobre a autora

Ana Angélica Martins Marques, a Morango, é mineira de Uberlândia, jornalista, fotógrafa e DJ. É também autora do livro de contos Quebrando o Aquário. Passou pela décima edição do Big Brother Brasil e só foi eliminada porque transformou o temido quarto branco no maior cabaré que você respeita. É vegetariana e cuida de três filhos felinos: Lua, Dylan e Mike.

Sobre o blog

Um espaço para falar de amor, sexo, comportamento feminino e feminismo com leveza e humor. Tudo sob o olhar de uma mulher esperta, que gosta de mulheres tão espertas quanto ela!