PUBLICIDADE

Topo

Histórico

No Dia do Orgasmo, experimente o prazer sem culpa

Universa

31/07/2020 04h00

"Só 10% das mulheres têm uma ejaculação perceptível, ou seja, que dá pra ver. E, sim, pode ser uma quantidade bastante grande, entre 1 a 2 colheres, até meio litro", conta a sexpert Tatí Presser

Roi! Já teve um orgasmo hoje? Ainda não? Quer ter? Calma, calma, eu explico. Hoje é Dia do Orgasmo, uma data criada há 21 anos por uma rede de sex shops britânica. A ideia deu tão certo lá, por ampliar o debate sobre o assunto (na época, uma pesquisa revelou que 80% das inglesas não atingiam o orgasmo durante as relações sexuais), que importamos e levantamos essa bola por aqui também.

Diferenças entre homens e mulheres

Psicóloga, sexpert e autora do livro "Vem Transar Comigo", publicado pela Editora Rocco, Tatí Presser explica que os homens levam entre 2 minutos e meio a 5 minutos, em média, para atingir o orgasmo. Já as mulheres, podem precisar de 14 a 20 minutos para chegar lá. O motivo é fisiológico.

Veja também:

"É uma diferença da nossa fisiologia, da nossa biologia. O que precisa acontecer é o homem aprender a retardar a ejaculação, porque esse tempo não é a ejaculação precoce, é a média. Ejaculação precoce é antes, durante ou até a primeira penetração, algo em torno de 1 minuto", explica Tatí.

E continua: "É possível aprender a retardar a ejaculação através da masturbação. Tudo começa e acaba na masturbação. É ali onde você vai aprender a controlar o seu orgasmo".

Sexo solo

A masturbação ou sexo solo é o principal caminho para o orgasmo, segundo a sexpert. "97% das mulheres, por exemplo, vão chegar ao seu primeiro orgasmo através da masturbação. É muito mais fácil pra mulher experimentar o orgasmo clitoriano do que o orgasmo via penetração. 80% das mulheres têm dificuldade de ter um orgasmo durante a penetração."

"Pra mulher, a masturbação vai fazer com que ela aprenda a controlar o seu orgasmo e não precise, necessariamente, de um estímulo clitoriano constante para atingi-lo", diz a sexpert

"Orgasmo na bicicleta"

Numa brincadeira no meu Instagram, perguntei quais foram os orgasmos mais marcantes que as pessoas já tiveram, e as respostas foram as mais divertidas (e inspiradoras) possíveis:

"Vale orgasmo só por estímulo no seio, no meio do cinema? Porque tive."

"Andando de moto na estrada. Sozinha. A moto tremia, aí já sabe, né?!"

"Gozei umas cinco vezes usando o bico do chuveirinho durante o banho"

"Eu tenho orgasmo se estiver de pernas cruzadas e apertar em menos de 2 minutos"

 

"Já tive 21 orgasmos em um único dia. Foram umas 6 horas de sexo seguido."

"Uma vez tive um orgasmo montando minha playlist de sexo no Spotify"

"Só fui descobrir que nunca tive orgasmos com as minhas ex quando tive um comigo!"

"Já tive 18 orgasmos num dia e, desses, 11 foram esguichando"

"Tive um orgasmo descendo pela rua de paralelepípedo de bicicleta"

Orgasmo: existe um passo a passo

Para a noooossa alegriiiaaaaaa a sexpert explica que existe, sim, um passo a passo do orgasmo. Tudo começa com o autoconhecimento, através da masturbação.

"Você precisa estar num lugar onde tenha privacidade e confiança de que ninguém vai entrar 'do nada'. E pode se munir de lubrificante artificial, porque a gente pode estar superexcitada e, no entanto, estar ressecada. Cerque-se de todos os seus apetrechos. Veja um filme ou tenha outro estímulo, como um livro. Se possível, use um vibrador ou um bullet (brinquedo sexual). Tenha tempo e tranquilidade pra se explorar e explorar algumas fantasias. Esqueça a culpa. Tente realmente embarcar nessa onda sem se julgar. Tente gozar com a cabeça aberta, com a perspectiva de encontrar seu ser sexual, seus desejos, suas fantasias. Tudo isso é muito importante."

Será que eu gozei?

"No processo de excitação, uma grande parte do sangue vai para a área genital, tornando-a mais sensível. Aí vão começar pequenos espasmos, até ter aquela grande contração no final. Ou você pode ter pequenas contrações e vários grandes espasmos entre essas pequenas contrações, que seriam orgasmos múltiplos", ensina Tatí, sobre como reconhecer o próprio orgasmo.

Sobre a autora

Ana Angélica Martins Marques, a Morango, é mineira de Uberlândia, jornalista, fotógrafa e DJ. É também autora do livro de contos Quebrando o Aquário. Passou pela décima edição do Big Brother Brasil e só foi eliminada porque transformou o temido quarto branco no maior cabaré que você respeita. É vegetariana e cuida de três filhos felinos: Lua, Dylan e Mike.

Sobre o blog

Um espaço para falar de amor, sexo, comportamento feminino e feminismo com leveza e humor. Tudo sob o olhar de uma mulher esperta, que gosta de mulheres tão espertas quanto ela!